Páginas

A delicadeza do puerpério


"É chamado de puerpério o período que compreende a fase pós-parto, quando a mulher passa por alterações físicas e psíquicas até que retorne ao estado anterior à sua gravidez."

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado 


Morena já tem mais de um ano de pura sapequice e só agora eu venho falar de puerpério? Sim, talvez porque logo após o nascimento da Morena eu tenha passado por momentos muito difíceis. Difíceis porque ter um recém nascido dependendo de você pra tudo, passar pelas transformações hormonais e psicológicas que uma criança traz não é bolinho não, mas o pior de tudo foi ter que conviver com a indelicadeza de pessoas próximas que não sabiam o seu devido lugar. A intenção podia ser a melhor, mas atrapalhou muito, muito mesmo!

Conversando com amigas que também viraram mães mais ou menos na mesma época que eu percebi que esse tipo de comportamento é mais comum do que se imagina (infelizmente) e por isso resolvi escrever, vai que um futuro, pai, sogro, avó, tio, tia, periquito e papagaio passa por aqui ler e resolve se preocupar com a futura mamãe.

A mãe vai precisar de todo o suporte, ajuda e carinho que for possível. No entanto essa ajuda não deve ser imposta, escute-a, espere ela pedir, principalmente se for em relação aos cuidados com o bebê. leve uma comida fresca e quentinha, se ofereça pra organizar a casa, fazer compras, mas por favor NUNCA tente concorrer com essa mãe em relação ao bebê. Você provavelmente vai magoá-la.

Comigo aconteceu que a cada visita eu ouvia uma gracinha, era um tal de "fica melhor no meu colo que no seu". "gosta mais de mim que de você" e por último a gota d'água foi um "cala a boca, não estou falando com você". Sim, eu ouvi isso dentro da minha casa com a minha filha com menos de um mês de vida. O resultado foi que eu me fechei e não consigo ter por essa pessoa o mesmo sentimento que tive. Claro que se não estivesse em um momento tão frágil tinha mandado a pessoa TNC (no mínimo), mas não consegui reagir e isso me faz mal até hoje.

Deem a devida importância a esse momento tão sútil que uma recém mãe passa. É muita coisa: amamentação, o novo corpo, os hormônios, o cansaço... tudo que ela precisa é de um abraço e ser ouvida.

5 comentários on "A delicadeza do puerpério"

O Apê de Nós Três! on 10 de novembro de 2014 18:33 disse...

Nossa amiga, como me identifico com essas palavras. Sem falar no "eu sei mais que vc, tenho 5 filhos criei 10 netos, periquito e papagaio "kk
Ai como me irritava, me entristecia e me achava o cocô do cavalo do ladrão. quem sabe eu escreva um post sobre isso também.

bjus

Pri Izumi on 10 de novembro de 2014 21:43 disse...

Nossa, eu nem sabia que tinha esse nome essa fase delicada de ser mãe, post excelente!
A mãe precisa de todo suporte e carinho mesmo!!

Bjs =^.^=
www.noivaesposamae.com.br

Mayra on 11 de novembro de 2014 10:10 disse...

Cada uma reage de um jeito. E as pessoas não entedem isso. Até hj eu lembro do Mendel falando, a pessoa pode ter criado 10 filhos mas o seu filho não é nenhum dos 10 dela pra que pudesse opinar.

Carol on 17 de novembro de 2014 00:40 disse...

Não sei o que passa na cabeça das pessoas nessas horas... E essas coisas vêm de mulheres, de mães... É cada uma...

Vanessa on 22 de novembro de 2014 22:28 disse...

As pessoas precisam entender que cada criança, é uma criança e que cada mãe, é uma mãe. E que independente de quantos filhos a pessoa já teve, a sua filha você é quem sabe a melhor maneira de criá-la. Eu imagino que deva ser um tanto quanto difícil lidar com pessoas o tempo todo tentando se meter na maneira como você escolheu criar e educar a Morena. Isso já passou do limite do "sem noção", chega a ser falta de educação e respeito. Beijo e um abraço apertado!

Postar um comentário

 

"Por onde for quero ser seu par" 2011 | Desenvolvido por Craftices