Páginas

A Amamentação na vida real




Antes da Morena nascer eu escrevi esse post falando que a ideia de amamentar em público me incomodava. Morena nasceu e nós vamos juntas para todos os lugares e óbvio que não deixo minha filha com fome, mas como funciona no dia a dia a questão de colocar os peitões pra fora?

Na rua sou adepta da fraldinha tampando o seio, antes de colocar o seio pra fora enrolo uma ponta da fralda no sutiã, tiro o seio do sutiã ainda dentro da blusa e só depois a abro. Essa técnica funcionava muito bem, até que Morena começou a se emputecer com fralda. Ela começa empurrando a fralda e eu a reposicionando, entramos assim numa batalha de tirar e colocar no lugar. Só que minha filha é teimosa e já mostrou a que veio, ela aprendeu a puxar a fralda e a jogar longe, ou seja, sou a mais nova pagadora de peitões por aí.

A verdade é que com o tempo a amamentação realmente vira algo natural e a gente acaba fazendo sem se importar com quem está ao nosso redor. Amamentar na frente de algumas pessoas ainda me incomoda muito, não gosto e se posso me recolho pra ficar mais a vontade, mas na frente de alguns amigos, principalmente os que já são pais nem me importo mais. Amamento e ainda vou batendo papo.

Em restaurantes eu procuro sentar sempre virada pra parede ou pra algum lugar menos visível, nos shoppings eu procuro os fraldários e sigo na batalha de recolocar a fralda toda vez que ela tira. 

Amamentando na Quinta da Boa Vista, Morena ainda tinha menos de 2 meses.

6 comentários on "A Amamentação na vida real"

AGUEDA PRADA on 27 de novembro de 2013 15:40 disse...

Aii que fofura
então aí morena ta ganhando
contra a fraldinha que sarro kkkkkkkkkkkkkkkkk
Também me preocupo com esse negocio de dar de mamar em publico
mais tudo a gente se ajeita ne
bjaoo

Waleska on 27 de novembro de 2013 19:46 disse...

Me lembro que quando li aquele posto pensei comigo "Aham, vai achando", pq todas as pessoas que eu conheço e falavam isso antes da prática acabaram mudando de posicionamento na marra. rsrs

Van on 29 de novembro de 2013 12:53 disse...

Danee, eu acho que vou ficar bem contrangida também, ams confesso que eu aco liiindo quando vejo uma mulher amamentando o bebê na rua :-)

p.s: A Morena é a sua cara! :D

Helen on 29 de novembro de 2013 13:30 disse...

Ai, tenho esse mesmo dilema... Ainda não sei como me sentirei em relação a isso. Meu pai me perguntou outro dia, e minha resposta foi: "Meu lado feminista/político quer amamentar em público, sem fraldinha, sem se cobrir, sem nada, porque não só é um direito da mulher, mas também é assim que você estabelece a cultura que amamentar é normal. Porém, meu lado pessoal, não se sente muito a vontade de se "expor" assim..." Ou seja, não faço idéia!!! Não fico nada incomodada quando minhas amigas amamentam e realmente, a maioria, mal dá para vc ver que a pessoa está com os peitos de fora. Pode ser que, com o tempo, desenvolva essa técnica de amamentar sem ter um momento exibicionista, mas acho que, no iníciozinho, deve realmente rolar um certo constrangimento, uma vergonhinha de colocar os seios para fora, mesmo quando vc tem certeza que é um direito seu...vamos ver :)
Beijinhos e bom final de semana!

Flicka on 6 de dezembro de 2013 09:16 disse...

Eu ainda nao sei como agir... Fico apavorada na rua ahhaha tenho um pano que cobre, mas ele vive caindo, aff.. Mas aqui vende uns panos proprios pra amamentar.. Alan ta quase comprando pra mim, é um treco que tem buraco pra cabeca e tudo, parece um poncho, bem bacana.. Do jeito que me estresso em e atrapalho (pq imagina na rua, frio d- porra, mil roupas e eu la, com mil panos ainda tendo wue me cobrir.. Horrivel!

Ju on 13 de dezembro de 2013 08:26 disse...

Eu sempre usei fraldinha ou paninho de boca! Graças que Biel não se incomoda e tem funcionado bem assim! heheheh mas sábado apssado, pela primeira vez amamentei sem colocar nada, biel estava moerrendo de fome no chá do meu irmão e eu tinha acabado de chegar (tinha ido levar o rodrigo no aeroporto) e simplesmente não deu tempo de procurar na bolsa hahahah
beijocas ju

Postar um comentário

 

"Por onde for quero ser seu par" 2011 | Desenvolvido por Craftices