Páginas

Bolívia - Peru: Parte V


Eu sempre quis conhecer as civilizações pré-colombianas desde a terceira ou quarta série do ensino fundamental primeiro seguimento. Queria tanto que pedi ao meu pai de presente de 15 anos uma viagem pra conhecer Cusco. Ele disse que jamais me deixaria ir sozinha pra um lugar desses. Pra falar a verdade ele não ficou muito satisfeito quando contei que iria fazer essa viagem, mas como sou adulta, casada e independente ele não podia fazer muita coisa =D

Enfim, conhecer um lugar que li muito, vi muitas fotos e SEMPRE tive vontade de conhecer estava me deixando nervosa. Estava com medo de achar banal, me decepcionar e acabar me frustando. Mas felizmente não foi isso que aconteceu. Voltei ainda mais apaixonada pelo lugar e espero voltar um dia com meus futuros pimpolhos.

Existem diversas maneiras de ir à Macchu Picchu:
Trilha Inca: Dura quatro dias de caminhada
Trem de Cusco direto para Águas Calientes e de Águas Calientes um ônibus (20 min) ou caminhada (1h)
Trem de Ollaytambo para Águas Calientes, dormir na cidade e pela manhã bem cedo pegar um ônibus ou caminhada.

Nós optamos pela última opção. Saímos de Cusco de mala e cuia e pegamos uma van em direção a Ollaytambo (2h e 30'), onde pegaríamos o trem da Peru Rail para Águas Calientes (2h) (os peruanos chamam a cidade de Águas Calientes de Macchu Picchu, então quando algum comentar com você sobre Macchu Picchu não será necessariamente sobre o parque). Chegamos em Águas Calientes a noite, comemos uma pizza e fomos "dormir" porque no dia seguinte acordaríamos bem cedo. Na cidade dormimos no hotel/albergue Los Caminantes, com cama bem confortável, banheiro limpo e amplo e preço super em conta. Não dormi nada, a ansiedade era imensa! Pegamos o ônibus (17 dólares ida e volta) das 5:30 da manhã e chegamos na entrada do parque antes de sua abertura.


Quando chegamos em Ollaytambo estava tendo uma festa em comemoração ao dia de Reis

Esperando o trem

Na fila para entrar no parque vários guias se ofereciam, a gente ainda estava discutindo o que a gente ia querer. Até que um chegou perto,disse o seu preço e nós fechamos sem nenhuma pesquisa ou coisa parecida. Ainda bem, porque o nosso guia me proporcionou uma experiência inesquecível e emocionante.
 

Na foto acima no cantinho esquerdo dá pra ver umas pessoas subindo, eles estavam indo em direção a outra entrada do parque onde praticamente todos os guias levavam seus grupos de turistas. O nosso guia resolveu nos levar para a entrada de baixo. Foi ótimo, por um tempo andamos praticamente pelo parque vazio, já que a maioria dos turistas estavam do outro lado na parte de cima.



Antes de conseguir ver a cidade perdida efetivamente ele contou uma história e passou por uma fresta entre uma rocha e uma construção Inca. Nessa fresta a gente passava todo espremido e de cabeça baixa. Quando eu levantei a cabeça do outro lado me arrepiei toda e comecei a chorar de soluçar. Foi essa paisagem que vi.
 

Para subir a Wayna Picchu (essa montanha em destaque) precisa comprar o bilhete junto com o bilhete que dá acesso ao parque, só que a quantidade de ingresso é limitada a 400 por dia. Sendo 200 para as 7h e 200 para as 10h. Nós não conseguimos comprar o ingresso para a montanha (10 dólares) pois a gente queria ir junto com as meninas que nos acompanharam quase que a viagem inteira e elas não podiam prorrogar mais a estadia delas em Cusco.


Com carinha de choro ainda





De costas para o lado norte
as três janelas





No fundo da foto coberta pela neblina tem uma montanha que se vocês repararem bem eles quiseram representar o formato dela.

Subindo a trilha para a Porta do Sol. Já li em vários lugares que tem a vista mais bonita de Macchu Picchu, mais bonita do que a da Waina Picchu, mas como não subi a montanha não posso afirmar. Mais a vista é belíssima!

Macchu Picchu visto da Porta do Sol


Porta do Sol, no solstício de verão os primeiros raios de sol passam por essa porta.


O ônibus sobe por essa estradinha de terra que aparece na foto de cima.

Uma das favoritas

5 comentários on "Bolívia - Peru: Parte V"

Cynthia Barreto on 1 de fevereiro de 2012 08:45 disse...

Oi Danee, que saudade eu estava de visitar você!! Adorei as fotos da sua viagem, é maravilhoso quando planejamos algo tão grandioso e que queremos tanto e dá tudo mais que certo!!

Beijos!!

Sra. N on 1 de fevereiro de 2012 09:44 disse...

Pais nem sempre aprovam nossas vontades, mas que bom que realizou.

Eu sou louca (desde a infância) pelas histórias d faraós, em um passado distante me imaginava até arqueóloga...rs

Gostei das fotos.

Bjs

Helen Harris on 1 de fevereiro de 2012 11:03 disse...

Lindo demais! Deve ser uma emoção e tanto! Que bom que vcs conseguiram conhecer (mesmo contrariando seu pai ;) Ouvi falar que, em breve, fecharão parte do parque. Sabe se é verdade? O guia mencionou alguma coisa sobre isso? E na cidadezinha? Tinha alguma coisa para fazer ou é só ponto de partida para o parque? Beijinhos!

Jackie e Rômulo on 1 de fevereiro de 2012 15:12 disse...

Sua carinha ta mt fofa! Carinha de quem ta realizando um sonho mesmo!
Aí, tb fiquei bolada qd vi a estradinha pela qual o onibus sobe hgahahaa

bjs

Casar é assim... on 1 de fevereiro de 2012 15:46 disse...

Machu Pichu deve ser lindo!! Com certeza um dos lugares que conhecerei com meu marido! =)
As fotos estnao demais..muito boas..=)

beijos!!

Postar um comentário

 

"Por onde for quero ser seu par" 2011 | Desenvolvido por Craftices