Páginas

Pergunta aos universitários


Como administrar uma renda flutuante? Quando eu trabalhava como professora recebia o salário no início do mês pagava minhas contas e dava um jeito de esticá-lo pra chegar no fim do mês. Agora trabalhando com os bolinhos a coisa é bem diferente e eu tenho dificuldade de organizar.

Dois pontos são bem complicados, o primeiro é que a renda não ser fixa, tem semanas que eu ganho x, semana que ganho 2x e semana que não ganho nada. O outro ponto é que as vezes as encomendas não coincidem com as datas dos pagamentos das minhas contas. Um outro fator complicador é que nem todo dinheiro que entra não é lucro, eu preciso separar o que foi gasto com material.

Confesso que não sei gerir direito toda essa flutuação de renda. Alguém tem dicas? Aceito todas!


11 comentários on "Pergunta aos universitários"

Sra. N on 8 de dezembro de 2011 11:00 disse...

será que nesse blog/site tem algo à respeito?

http://www.assimsim.com.br/

Gi on 8 de dezembro de 2011 11:03 disse...

Eu tb não sei...
Sou mega enrolada com essas coisas..
Estou pensando em me aventurar nessa área tb...
Se vc souber de boas dicas, compartilha com gente

Bjs

Helen Harris on 8 de dezembro de 2011 12:25 disse...

Uma sugestão é você calcular qual é a média de lucro recebido por mês e usar esse valor como referência. Sobre os pagamentos serem feitos após as contas, minha sugestão é ter uma planilha com as datas dos pagamentos pendentes para poder ajustar mensalmente (já que provavelmente o dia que vc recebe tb varia de mensalmente...) Enfim, só uma sugestão...
Beijinhos!

Biessa on 8 de dezembro de 2011 19:21 disse...

Gostaria de poder te ajudar, mas não faço ideia!
Acredito que ter uma reserva financeira é o ideal mas isso é dificil de fazer né? :(

http://www.osabetudo.com/freelancer-%e2%80%93-problemas-financeiros-como-se-adaptar/

Biessa on 8 de dezembro de 2011 19:22 disse...

Aqui tb: http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=200404011528_CFP_27613701

Júlia Magalhães on 8 de dezembro de 2011 19:41 disse...

bonita a renda do gustavo é totalmente variavel, o que ele faz é reservar 3 meses de pagamento de contas entendeu? sempre ter um dinheirinho guardado pra nao passar aperto! Demora pra juntar essa grana, mas depois vc nao tem preocupacao.
beijokas

Waleska on 8 de dezembro de 2011 21:46 disse...

Planilha tudo! Desde o custo da matéria prima, até as contas!

Se der o melhor mesmo seria conseguir deixar uma graninha guardada pra não depender tanto do movimento do mês, né? :/

Luciane on 9 de dezembro de 2011 08:52 disse...

O segredo é o planejamento mesmo.

Fazer uma planilha no excel ou pegar umas dessas prontas na internet. E anotar tudo que entra e sai, pra você perceber todos os drenos do seu dinheiro (aquelas besteirinhas que a gente compra sempre e não percebe). Só isso já ajuda o seu dinheiro a render mais. Eu fiz isso e funcionou.

E o mais importante é formar um fundo de reserva. Depois de anotado todos os gastos mensais, multipla esse valor por 3. Esse é o dinheiro que você precisa ter guardado num investimento de fácil acesso (poupança no seu caso), pra te ajudar nos meses de vacas magras. O segredo pra conseguir formar o fundo é o "pague-se primeiro". Defina um valor mensal que você irá depositar na poupança para formar o fundo de reserva. E faça o depósito dele ANTES de pagar qualquer conta. E tente esquecer que ele existe. Corte tudo no mês, se for necessário, cafezinho, sapatos, tudo só pegue em último caso... No início é difícil, mas depois você vai ver que viver uma vida com planejamento financeiro não tem preço. :)

Luciane on 9 de dezembro de 2011 09:30 disse...

Posso escrever mais? Não sou economista nem nada do tipo, sou médica e noiva. :) Mas assim como você tenho uma renda variável e adoro ler sobre finaças, investimentos e planejamento financeiro. Acho que planejamento finaceiro é uma coisa que falta muito no Brasil. E isso me chateia. Um exemplo são os meus pai, que tem um salário bom, mas todos os meses jogam fora muito dinheiro em juros de parcelamentos, empréstimos e afins...

Então uma outra dica é não comprar nada parcelado. Isso é extremamente importante no seu caso. Não sei se você é do tipo que parcela tudo no cartão (como a grande maioria dos brasileiros). Se for, faça uma mudança radical. A partir de agora tente comprar tudo a vista. Pode ser no cartão de crédito, mas sempre a vista. Pensa, nos meses em que a renda for menor, você já terá que pagar todas as contas fixas. Mas agora imagine ainda ter que usar o dinheiro, que já foi pouco, pra pagar uma parcela daquele vestido de festa que você comprou há dois meses atrás e nem gosta tanto mais. Ou pagar uma prestação da TV nova, sendo que a antiga nem estava tão ruim assim... Isso são só exemplos, que podem não se encaixar pra você, mas encaixam pra maioria dos brasileiros... Agora pensa ao contrário, nos meses de pouca renda você só pagará o extremamente necessário, incluindo sempre o "pague-se primeiro" e cortará os superfluos daquele mês. Já nos meses de maior entrada, você facilmente pagará todas as contas, e ainda sobrará para ter seu luxinho (ir num restaurante caro, comprar um sapatinho). E o melhor, sem dor na consciência, porque estará com as contas todas em dia!

Vou parar por aqui, porque se deixar escrevo o dia inteiro... Espero que tenha te ajudado de alguma forma. Qualquer coisa pode me mandar um email. Acompanho seu blog a algum tempo e torço muito por você. Você aparenta ser uma pessoa do bem, e eu acho que as pessoas assim merecem ter muito sucesso na vida. Lembra sempre, ao contrário do que muita gente diz, planejamento financeiro não é difícil. Tenho certeza que você vai conseguir!

Beijos

Mendel Cesar on 10 de dezembro de 2011 17:23 disse...

Dê todo o dinheiro para o seu marido. Fica a dica.

Drika on 12 de dezembro de 2011 11:17 disse...

Xi amiga, sei bem como é isso. E eu faço assim, tenho sempre de reserva pelo menos 2 meses do meu gasto fixo e procuro só comprar à vista ou parcelar em poucas vezes quando sei que tem dimdim para entrar em caixa. Mas é um saco porque tem período (por vezes médio) que não entra nada e dá um desepero...

Mas vai se acostumar e vai se organizar melhor e dará tudo certo.

Bjs

Postar um comentário

 

"Por onde for quero ser seu par" 2011 | Desenvolvido por Craftices