Páginas

Uruguai 3° dia


O terceiro dia no Uruguai, foi maravilhoso. Procurando dicas sobre o que fazer por lá li muito a respeito das vinícolas. Só que a maioria fica em uma região um pouco afastada de Montevidéu e tinham que fazer reserva. Nas andanças pela internet descobri que tem uma que fica bem próximo do centro de Montevidéu, mandei e-mail na terça pela manhã e a noite quando entrei na internet a minha reserva estava confirmada. Li em alguns blogs que se você conhece as vinícolas do sul do Brasil, ou as do Chile, o passeio não vale a pena. Como eu não conhecia vinícola nenhuma arrisquei e não me arrependo. Marcamos a nossa visita guiada para as 11h e reservei mesa no restaurante, como almoçaríamos, a visita guiada seria grátis e dividimos uma degustação de vinhos. Mas exitem muitas opções mesmo de visitação, você pode ir lá e fazer somente a visita guiada que sai em média 20 reais por pessoas.

Para ir à vinícula tem várias opções, eu e minha mãe queríamos pegar um ônibus e descer no ponto mais próximo dela e seguir de taxi, só que nos atrasamos e tivemos que fazer todo percurso de taxi. Demorou mais ou menos 30 min da rua 18 de julho até lá e pagamos cerca de 30 reais, eu achei barato e valeu o conforto, na volta pedimos pra chamar um taxi.

Conhecer o lugar e saber alguns detalhes da produção foi bem bacana e gostoso, o lugar é tão bonito, dá uma paz tão grande que eu queria ficar morando por lá. A visita guiada demora mais ou menos 1h e depois somos levadas ao restaurante para a degustação de vinhos que inclui uma bandejinha de frios, cesta de pães e quatro taças de vinhos. Acabou que a degustação serviu com entrada para o almoço. Para comer eu pedi um entrecot com molho de redução de Tannat (vinho deles), batatas e bacon e minha mãe pediu costelas de cordeiro com rúcula e batata doce (totalmente diferente da nossa) de sobremes eu pedi um flan caseiro e minha mãe um musse de chocolate com recheio de pistache. Confesso que nenhuma sobremesa me fez delirar, mas as carnes nossa! derretiam na boca.


Coleção de carros antigos do dono da vinícola


Feliz que voltei a ser criança

Panorâmica do restaurante

Panorâmica do prédio principal

O lugar é lindo, merece várias panorâmicas

tacinhas de degustação, as nossas eram desse tamanho porque dividimos

No início

No meio... bêbada. Minha mãe bebeu as outras duas taças minhas e as dela

Prato da mamita.

Meu prato.

Flan caseiro.

Mousse de chocolate com recheio de pistache.

Como o post já está muito grande, amanhã eu conto o restante do terceiro dia.

beijocas

8 comentários on "Uruguai 3° dia"

Helen Harris on 15 de junho de 2011 21:31 disse...

Esse doce de leite ao redor do flan está me dando agua na boca!!! Deve ter sido uma delícia!
Beijinhos!

Luana on 16 de junho de 2011 10:04 disse...

Mulher...que lindo lugar!!!
Adoreii as comidinhas...rs..me deu até vontade....que maldosa vc....heim...suas leitoras estao todas de agua na boca....
Bjaoo querida e anei o post!

A Esposa do Pequeno on 16 de junho de 2011 10:57 disse...

Ain, viniculas são tudo de bom... Eu fui na Concha Y Toro em Santiago e Amei. Descobrimos várias coisinhas legais sobre vinho e ainda ganhamos uma taça linda.
Vinículas são sempre lindas, remetem a romance... *hihi*
Beijos

Helen Harris on 16 de junho de 2011 12:23 disse...

Oi Danee!
Então, sobre o doutorado aqui nos EUA...a maioria funciona assim: vc faz 2-3 anos de materias (normalmente, se vc já tem mestrado antes, são só 2 anos). No final desses anos, vc faz as provas de campo, que são provas cuja a materia basicamente é TUDO da sua area (e que vc passou os ultimos 2-3 anos estudando). As minhas provas de campo, inclusive, são agora em setembro (ui!). Quando voce passa nas provas de campo, vc ganha o titulo de Mestre da sua area. Ai, normalmente, vc tem 1 ano para escrever a proposta da tese de doutorado, que vc precisa apresentar e defender para sua banca.
Quando voce defende a proposta e é aprovado (isso normalmente no final do 3o ano) vc ganha o título de Mestre de Filosofia da sua area (ou seja, meu noivo ganhou o titulo de Mestre de Filosofia em Economia) e informalmente, se torna um ABD ("All But Dissertation" ou mais carinhosamente "All but done") Isso significa que você cumpriu todos os requerimentos do doutorado, MENOS a dissertação...
A partir de então, você passa uns 2-4 anos (dependendo da área...para o meu noivo e eu, são mais 2 anos, mas para minha amiga de antropologia, são mais 3...) pesquisando e escrevendo a tese de doutorado. Aí sim que você defende a tese e ganha o título de PhD.
A grande diferença dos doutorados americanos são justamente os 2-3 anos de matéria e as provas de campo. A maioria dos doutorados na Europa, vc não faz matérias/provas de campo, trabalha direto na tese. Já os americanos gostam que vc tenham um conhecimento mais amplo da sua área antes de focar na tese (por exemplo, apesar de estudar política econômica, eu tive que estudar e conhecer a literatura sobre nacionalismo, etnia, formação do estado, etc, pois é um sub-campo grande de ciência política). É meio chato, pq vc tem a impressão de estar "perdendo tempo" com um assunto que não te interessa, mas pelo outro lado, te torna um acadêmico mais "completo." (pelo menos é esse o argumento dado rsrsrsrs)
Enfim, expliquei direitinho?! Se tiver alguma dúvida, é só perguntar, tá?
Beijinhos!

Maitê on 16 de junho de 2011 18:11 disse...

Nossa, realmente o lugar é lindo !!!!
Eu não cheguei a visitar nenhuma vinícula pelos motivos que vc citou, mas acho que uma visita vale sempre a pena !!!!

Beijinhos

OBS: Que pratinhos de comida gostosos hein ???? Menina, estou com água na boca !! rs....

Ju on 17 de junho de 2011 09:16 disse...

Huuuuuummmm que delíiiicia! amo fazer degustação, e realmente no final a gente ficar bem altinha! Até pq normalmente essas degustações começam de manhã, néam?? hehhee beijocas, ju

Gabs Pires on 17 de junho de 2011 16:40 disse...

Já visitei as vinícolas Cordelier e Miolo no SUl e visitei a vinícola Concha y Toro no Chile... ambas muito bonitas.
mas essa que você foi também é uma graça...

Adorei as fotos!

Cynthia Barreto on 20 de junho de 2011 13:53 disse...

Menina, cheguei babar na mousse de chocolate...aff!

Beijos!

Postar um comentário

 

"Por onde for quero ser seu par" 2011 | Desenvolvido por Craftices